Falando a verdade...

Falando a verdade

Danilo entrou de mãos dadas com sua mãe naquela casa umbandista. Estava sério, introspecto e um tanto ansioso, não queria estar ali, foi por insistência de Carmem, sua mãe, que queria que ele conversasse com vó Chica.
A mãe de Danilo não aceitava a decisão dele, recusava-se a compreender a atitude do filho, imaginem só, alguém não querer ser de religião nenhuma!
Ao entrar na cabine de atendimento Danilo deparou-se com a médium já em transe, ela cantarolava baixinho e estalava os dedinhos. Olhou para ele e fez-lhe um sinal para se assentar num banquinho a sua frente, o rapaz obedeceu e, então, iniciaram um longo e sincero diálogo. 
Vó Chica: _Ê, ê, zin fio! Salve! Vossa mãe está preocupada com suncê, pediu pra essa nega veia te aconselhar, mas prefiro antes te ouvir. Fala meu filho o que te dói na alma! 
Danilo: _Falo sim. Infelizmente não consegui fazer minha mãe me compreender, sinto muito, mas não quero ser de nenhuma religião por um simples motivo, não acredito que entrando para um templo ou igreja, minha vida vá mudar! 
Vó Chica: _Pruquê zin fio? 
Danilo: _porque vejo os líderes religiosos se acotovelando para ficar no poder, vejo que o dinheiro os cegou! Vejo a mentira, a desonestidade e a desinformação levando pessoas para o precipício e vejo mais! A grande maioria dos líderes religiosos não têm Deus no coração! Falo isso vó Chica, porque leio jornal e vejo o noticiário na tv todos os dias. Escândalos cometidos por religiosos de todas as classes contra crianças, mulheres e jovens adolescentes, crimes como a pedofilia, por exemplo, não são punidos a rigor pela lei dos homens, quando os que os cometem são justamente os que lideram as igrejas... O corporativismo e a corrupção, eis o que me incomoda e me envergonha! Isso sim é o que vence a lei em alguns casos. E não falo só dos que estão no catolicismo, mas de todos os religiosos, pois só uma minoria tem amor no coração e não se deixa levar pelo poder. 
Vó Chica: _Continua, filho!
Danilo: _Eu faço minhas orações em casa mesmo, no meu quarto e agradeço a Deus e a Jesus por tudo, peço pelos meus irmãos e pela minha família! Vó Chica sei que posso estar errado, mas a vaidade e a disputa pelo melhor lugar, faz com que homens espíritas se transformem em “tratores humanos”, onde é que vamos parar!

Uns sacrificam animais nos ritos como minha mãe mesmo me contou, outros vivem no luxo, em templos ricos, ornamentados com ouro, e, em contrapartida, o mundo passa necessidade! Constroem templos e igrejas com o recurso doado pelos pobres fiéis, e não vivem na simplicidade como viveu Jesus, o maior exemplo de humildade e amor para o mundo, ao contrário!
A preta velha só ouvia, no fundo lamentava todas as verdades que aquele jovem rapaz dizia sem pretensão nenhuma. Deixava que a fumaça do cachimbo envolvesse sua aura, estalava os dedos ao redor da cabeça de Danilo enquanto ele desabafava. 
Danilo: -Não é que desprezo as religiões, sei um pouco porque meus pais sempre conversaram comigo dizendo que quem conspurca é o homem corrupto. Respeito a umbanda assim como respeito o candomblé, o catolicismo, o judaísmo, o kardecismo e tantas outras religiões, mas prefiro ficar no meu canto, pelo menos por agora... a senhora me entende? 
Vó Chica: -Ô, se entendo, zin fio! Sua reclamação é contra os que fazem mal uso do poder, contra os que se deixam iludir pela vaidade e pelas paixões não educadas. Meu filho, a vida é essa mesma, é caindo que se aprende, não podemos impedir que esses irmãos deem os primeiros passos na senda evolutiva, mesmo trocando os pés pelas mãos! As religiões são um elo com o Criador, a palavra religião vem do latim e significa religare. É a ligação do homem com Deus, ensina que fora da caridade não há salvação, que o perdão e a bondade de coração devem ser a mola mestra das nossas almas, né, zin fio? Hê, hê!
Danilo ficou pensativo, ouvindo a entidade através de sua médium, concordava e esboçava um tímido sorriso, pela sabedoria da preta velha.
Ela pegou com carinho em suas magras e longas mãos, o abençoou e pediu para que não deixasse que as más impressões, lhe afastassem da oportunidade de “religação” com Deus.
E falou mais ao jovem pensador; disse que cada um tem uma missão e faz a sua parte conforme suas capacidades, que se deve escolher um “elo” e seguir o Criador,  mesmo correndo o risco de esbarrar naqueles que equivocam-se em nome da vaidade e do egoísmo.
Reflitamos
Axé! 
Letícia Gonçalves.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Rota 66 - EUA - "Diário de viagem"

Boi Caprichoso Campeão de Parintins 2017

História

Ouro Preto - MG

Brasileiro!!!!!

Discurso de índio pataxó...

F3K e F3J Planadores RC...

Jesus fornecendo germes de aprendizado...

Parque Sabina - Santo André/SP