Medicina reconhece obsessão espiritual...


Medicina reconhece obsessão espiritual

A ciência em várias áreas do conhecimento, como a Física Quântica e em particular a medicina estão reconhecendo e comprovando a existência dos corpos sutis e de aspectos da espiritualidade no ser huma...no.

Neste breve artigo, querido leitor, estaremos apresentando alguns fatos relacionados a instituições oficiais com o objetivo de trazer luz e conhecimento para a questão de uma enfermidade que hoje se caracteriza como uma verdadeira epidemia, a da Obsessão Espiritual .

1) A Organização Mundial da Saúde (OMS) desde 1998, incluiu o bem-estar espiritual como uma das definições de saúde, ao lado do aspecto físico, mental e social. Antes, a OMS definia saúde como o estado de completo bem-estar biológico, psicológico e social do indivíduo e desconsiderava o bem estar espiritual , não a vendo em sua totalidade: mente, corpo e espírito.
Mas, após a data mencionada acima, ela passou a definir saúde como o estado de completo bem-estar do ser humano integral: biológico, psicológico e espiritual.

2) A Obsessão Espiritual passou oficialmente a ser conhecida na Medicina como possessão e estado de transe, que é um item do CID -1O Código Internacional de Doenças- que permite o diagnóstico da interferência espiritual Obsessora. O CID 10, item F.44.3 - Estados de transe e de possessão define estado de transe e possessão como a perda transitória da identidade com manutenção de consciência do meio-ambiente, fazendo a distinção entre os normais, ou seja, os que acontecem por incorporação ou atuação dos espíritos, dos que são patológicos, provocados por doença.

3) O Curso de Medicina e Espiritualidade existe em diversas Faculdades de Medicina em nosso país e em todo o Mundo. Algumas Universidades Pioneiras são a 
Universidade Santa Cecília (Santos-SP) , Universidade Federal do Ceará , Faculdade do Triângulo Mineiro, Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais e a UNESP - Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo dentre outras.

Em novembro de 2006 o Governo Federal, através do SUS- Sistema Único de Saúde , implantou a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares, que oficializa a utilização de Tratamentos da Medicina Complementar nas Unidades localizadas nos municípios. Dentre estes novos tratamentos temos a Homeopatia e o Acupuntura que consideram o fator espiritual em seus tratamentos.

Importante esclarecer que Espiritualidade não é Religião !

Vamos juntos avaliar alguns conceitos :

Espiritualidade : Em termos simples, assim como o ser humano tem corporeidade (relação com o corpo) e racionalidade (relação com a mente), também tem espiritualidade (relação com as realidades espirituais).

Religião : Religião é maneira como cada ser humano desenvolve e pratica a sua espiritualidade. Podendo ser católico, evangélico, budista, espírita, umbandista , etc . Ou até mesmo a sua ausência , como no caso dos ateus .

Fé : Fé é a firme opinião de que algo é verdade. Pesquisas em vários hospitais do mundo estão descobrindo que a fé ajuda em muito os tratamentos médicos e relacionam fé com boa saúde. Cura pela fé aliada a fé na cura!

Concluindo o posicionamento de entidades Oficiais , a OMS - Organização Mundial da Saúde considera o tema espiritualidade como um sistema autônomo de tratamento em parceria com a medicina oficial.

Aliado ao exposto acima, ainda temos o Código de Ética Médica, que determina no Capítulo I - Princípios Fundamentais Art. 5° - O médico deve aprimorar continuamente seus conhecimentos e usar o melhor do progresso científico em benefício do paciente. NO Capítulo V - Relação com Pacientes e Familiares É vedado ao Médico Art. 57 - Deixar de utilizar todos os meios disponíveis de diagnóstico e tratamento a seu alcance em favor do paciente.

Portanto , independente das crenças pessoais dos médicos, o diagnóstico do CID 10 - F.44.3 que trata da Obsessão Espiritual pode e deve ser realizado para que o paciente busque, dentro das alternativas que lhe convêm, um tratamento complementar junto com a medicina oficial.

Estes fatos nos faz acreditar que é uma tendência que a Medicina Oficial possa, em um futuro próximo, encaminhar pacientes diagnosticados com o código F.44.3 para Terreiros de Umbanda, Centros Espíritas , Grupos de Apometria dentre outras opções de Trabalho Fraterno com atuação de desobsessão.

Em função do exposto acima, convidamos o leitor para a seguinte reflexão :

1) Quantos casos de sintomas de psicoses, loucura, depressão, agressividade, vícios de bebidas e drogas tem como causa primária a Obsessão Espirtual ?

2) Quais são os sintomas de Obsessão Espiritual ?

3) Como podemos de forma efetiva integrar a Medicina Oficial com os Tratamentos Complementares espirituais , sem ferir crença ou credo religioso ?

Ficam estas questões para refletirmos.

Êsdras Hernanny (mestre axbim aihera)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Hino da Umbanda

Sim à vida, não ao aborto

O que falta na Umbanda...

Parque Sabina - Santo André/SP

Umbanda é para poucos...

Rota 66 - EUA - "Diário de viagem"

Por que?

Ouro Preto - MG

Archaeopteryx...

Piracicaba - SP