Compreendendo os processos de cura espirituais...


Compreendendo os processos de cura espirituais.

Qual é a origem das doenças?
Toda e qualquer doença, tem por origem inicial, o próprio individuo que a porta, seja por adotar valores errôneos que contradizem as Leis de amor de Deus, como por exemplo a avareza, orgulho, inveja, geralmente todos males calcados na falta de amor ao próximo.

Eu sou o responsável pelos males que me acometem?
Sim, invariavelmente, arcamos com as consequências de nossas más escolhas ou condutas. Criamos portanto, a possibilidade de sermos acometidos pelas doenças que teimamos culpar a outrem, ou ao descaso de Deus, - como se isso fosse realmente possível.

Nos casos em que a origem da doença em questão é genética, como se aplica o que foi acima exposto?
Não há um único filho de Deus, que tenha carregado através de problemas genéticos males físicos, e em decorrência destes, doenças, que não tenha sido através da Lei de CAUSA-EFEITO. Não há como compreender Deus, como Criador e Fonte de Amor Incondicional, e acreditar em “acaso”, “infelicidade”, ou ainda “falta de sorte”, portar geneticamente erros herdados ou não. Em tudo há a permissão Divina, sem a qual, nada se produz.

Há a possibilidade de ocorrerem processos de cura através de médiuns?
Sim, a Deus nada é impossível, desde que seja permitido.

Como posso entender melhor o que foi respondido na questão anterior?
Nenhum processo de cura é possível, sem o merecimento do individuo portador da necessidade. Não há como se burlar a Lei de Amor e a Lei de Causa-Efeito. Se o doente é o causador de seu mal, por determinada característica sua, não se esforçando por anulá-la, não há o porquê da cessação do efeito, visto que a causa ainda persiste.

Como poderia ser merecedor de tal graça?
Não existe, sob hipótese alguma, barganha com Deus ou pelos espíritos a serviço de Deus. Engana-se quem assim o pensar, ou pior, quem incutir erroneamente tal ideia. O merecimento vem da autotransformação, do reconhecimento e insistente caminhar para corrigir seus erros. Não se pode contudo, deixar de comentar, que há inúmeros casos de alívios  aos portadores de doenças, por misericórdia Divina.

Como devo pensar ou proceder?
Principalmente, realizar uma autoanálise verdadeira, (pois muitas vezes somos capazes de nos enganar a si mesmos), sendo recomendável recorrer a outros capazes de nos ajudar a vislumbrar estas verdades, empenhando-se na melhora, em adotar novas atitudes e consequentemente novos efeitos. Fuja, - repito -, fuja de qualquer pessoa que solicite qualquer tipo de pagamento, compensação, pedido de doação, custo de materiais ou coisas, ou qualquer que seja o subterfúgio que utilize para onerar monetariamente a ajuda espiritual, que é sempre gratuita, desprovida de “provas de generosidade ou caridade”. Charlatões existem, sempre existiram e sempre existirão. Estes, a justiça Divina os alcançará.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Rota 66 - EUA - "Diário de viagem"

Boi Caprichoso Campeão de Parintins 2017

História

Ouro Preto - MG

Brasileiro!!!!!

Discurso de índio pataxó...

F3K e F3J Planadores RC...

Jesus fornecendo germes de aprendizado...

Parque Sabina - Santo André/SP