Torpedo

Hoje tocou o alarme de meu celular, avisando a chegada de mais um torpedo. Fui verificar a mensagem, sem muita vontade, prevendo as besteiras que geralmente recebemos, além dos avisos comerciais.

Existe uma enxurrada de veículos, "tuiter, kokuti. tutube, e-mail, torpedo" cada um mais eficiente que o outro, destacando-se nisso ou naquilo. A coqueluche brasileira. Somos um povo deslumbrado recém saído da caverna pré-histórica eletrônica, que gera incríveis montantes de usuários no que tange as comunicações eletrônicas mundialmente. Este assombro mundial, impressiona. Mais do que os números incrédulos, o que mais causa real assombro, é a quantidade de besteiras e futilidades que circulam. São meninas com fotos no espelho com quadris forçados lateralmente, gerando quem sabe em próximos tempos, uma geração de colunas deslocadas. Meninos bad-boys, mais para idiotas-boys, necessitados de mostrar agressividade e masculinidade. Ainda poderíamos falar dos seios apertados para aumentarem volume, e roupas pequenas, fazendo da mídia, uma espécie de vitrine de baixo nível, ofertando com invólucros "sarados", o pequeno e fútil conteúdo. Impressionante a bestialidade de fotografias, diálogos e recados. Mensagens maliciosas, vírus escondidos, imagens de acidentes, situações embaraçosas, sem dizer as pegadinhas de quem pouco ou nada tem a oferecer de melhor. Não, não sou puritano, nem tenho problemas com polimento de auréolas flutuantes acima de minha cabeça. Convenhamos, somos invadidos por tanta besteira, tanta imaturidade, que rodeados de tal forma, achamos natural e nos acostumamos com este baixo nível. É o acreditar ver uma coisa, e estar sendo bombardeado por outra.


Prosseguimos assim, iludidos, com base de valores errados, hipervalorizados e disseminados pela sociedade.
Voltando ao meu torpedo recebido, lí na mensagem, o desejo de um amigo que eu fosse agraciado com a paz de Deus, juntamente com o abraço de meu amigo.
Relembrei tantas asneiras, tanta porcaria, e agradecí o recebimento de tão singela e inesperada mensagem. Obrigado amigo, você que possui uma história de muita dificuldade, que aprendeu a superar tanto, que tanto conquistou onde geralmente tantos sucumbem, mais uma vez mostrou-se diferenciado, saindo do comum, com sua lembrança amiga e desejo de paz de Deus para mim. Em breve, poderemos dar aquela passeada de moto que quase fizemos outro dia, estou temporariamente impedido de passear, mas logo poderemos realizá-la.
A todos leitores e amigos, desejo a paz de Deus e que a todos cheguem meu carinho.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Hino da Umbanda

O que falta na Umbanda...

Sim à vida, não ao aborto

Umbanda é para poucos...

Ouro Preto - MG

Rota 66 - EUA - "Diário de viagem"

Por que?

Parque Sabina - Santo André/SP

Piracicaba - SP

Motofair 2010 - Belo Horizonte