Brasil, terra da...

... hipocrisia.
Atualmente, muito se tem falado sobre o endurecimento da lei de trânsito, no que tange o motorista infrator dirigindo alcoolizado. A possibilidade legal de se recusar a efetuar provas contra si mesmo, com a negativa de realizar o teste do bafômetro, realmente têm de ser revogada, e que a negativa a se realizar o teste seja encarada como uma confissão de estar-se alcoolizado. Afinal, se não houve ingestão de álcool, não haveria motivos para negar-se a realizar o teste.
Com a crescente repercussão de fatalidades ceifando vidas inocentes, pelos desumanos bêbados ao volante, parte da sociedade pede por critérios mais rígidos da lei. Realmente, deve-se melhorar e aplicar as leis, independente do CPF do infrator, como fala Datena.
Mas....
Lembro que a muito tempo, há uma mobilização da mesma sociedade, contra os radares. Houve muita celeuma a respeito, obrigou-se colocar placas indicativas da presença de radares, etc...
Lógico que o "trem público", conta e quer arrecadar com as punições das multas.
Óbvio que há um caráter de arrecadação e não de conscientização.
Mas mutas somente são aplicadas a infratores. Ou quase a sua totalidade, lógico que existem erros.
Todas vias têm limites de velocidade, e isto se aplica em toda sua extensão, portanto, a instalação de radares móveis e até de fixos não seriam necessários com a divulgação dos locais dos mesmos, pois o que vemos são os "animais" por detrás dos volantes, correndo como bem entendem, e freando próximo aos radares, reassumindo a bestialidade após passarem pelos ditos cujos e  incômodos radares.
Incômodos porque registram os atos irracionais e indicadores do despreparo e imaturidade do motorista brasileiro.
Brasil, terra da hipocrisia, da lei de Gerson.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Hino da Umbanda

Sim à vida, não ao aborto

O que falta na Umbanda...

Parque Sabina - Santo André/SP

Umbanda é para poucos...

Rota 66 - EUA - "Diário de viagem"

Por que?

Ouro Preto - MG

Archaeopteryx...

Piracicaba - SP